Bicicleta – Brincadeira Que Faz Bem

Athor Bicicletas

Bicicleta – Brincadeira Que Faz Bem

Além de divertir, esta atividade física ajuda seu filho a melhorar a coordenaçăo motora, a noçăo espacial e o equilíbrio.0f5bdd40370e5b193b02f7734c777feb

Pedalar é uma atividade divertida que pode ser feita por toda a família. De fácil acesso – quem năo tem uma bicicleta pode alugar nos parques de várias cidades – exige apenas disposiçăo e fôlego (que melhora com a prática constante da atividade).

Andar de bicicleta também é uma maneira de incutir nos pequenos o gosto pelos exercícios físicos sem obrigatoriedade. Ao contrário das muitas atividades que eles tęm durante a semana – algumas obrigatórias e pouco prazerosas -, pedalar é brincadeira das boas, para todas as idades.
Outro fator importante é o desafio individual que o aprendizado impőe. Além disso, colabora para o desenvolvimento , melhorando a coordenaçăo motora, o equilíbrio.
“Por ser um exercício aeróbio , reforça a capacidade cárdio-respiratória e o condicionamento físico, trabalhando especialmente a musculatura das pernas, e ajuda a controlar o peso, um problema cada vez mais atual”, explica a professora de educaçăo física Sonia Regina de Carvalho Perrone*.

A partir dos dois anos de idade, o objeto bicicleta já começa a atrair a curiosidade do baixinho, mas só por volta dos seis anos, quando a coordenaçăo está mais desenvolvida, ele consegue se divertir com mais segurança e estabilidade . Nesta fase também ganha noçăo espacial, o que lhe dá condiçőes melhores para percorrer determinada distância, fazer curvas e fugir das “armadilhas” que o fizeram cair.

Se cair, tudo bem, faz parte do jogo. “O importante é estimular e colocar a criança em contato com outras da mesma idade que também estejam aprendendo”, diz a professora.

E atençăo: para que seu filho brinque em segurança é necessário escolher um local adequado para pedalar – ciclovias, parques, calçadőes. Jamais a rua! Também é necessário adotar equipamentos de segurança , com destaque para o capacete, que deve ser bem ajustado ŕ cabeça e preso sob o queixo.
Para estimular o uso do capacete, cotoveleiras, joelheiras e luvas, uma dica é deixar o pequeno decorar os acessórios com adesivos e sempre lembrá-lo de como um tombo do passado poderia ter sido menos dolorido se ele estivesse equipado.

Na hora da compra, o ideal é levá-la junto para escolher o modelo mais adequado ao seu tamanho. Tomando estas medidas simples, vocę e seus filhos terăo diversăo garantida!